Siga-nos
Topo

A importância do projeto luminotécnico

O projeto luminotécnico é um dos elementos principais da arquitetura, pois o uso correto da luz valoriza toda a obra. Ter um planejamento quando o assunto é iluminação é essencial para valorizar e destacar espaços transmitindo sentimentos nos ambientes, pois uma iluminação bem planejada torna o espaço mais acolhedor e confortável. Além disso, se não houver a preocupação e cuidado necessário no projeto luminotécnico, este pode ser prejudicado por excesso ou falta de iluminação.

Buscando sempre aperfeiçoar seus projetos com novas ideias, a arquiteta Renata Pisani esteve recentemente na Euroluce, durante o Salão do Móvel de Milão, e em Roma (Itália) para fazer um curso de iluminação. Além de enriquecer os conhecimentos sobre light design, o treinamento, com atividades teóricas e práticas, também aumenta a visão global sobre a importância do conceito luminotécnico nos projetos. “Já tinha feito o de light design em São Paulo (SP), mas como as lâmpadas mudaram para LED achei de extrema importância me atualizar. O projeto luminotécnico é um dos elementos essenciais da arquitetura, por isso é importante sempre estarmos ligados nas novidades”, comenta Renata. A programação do curso reuniu, além de atividades teóricas, visitas à monumentos históricos e edifícios públicos de Roma, com o intuito de ilustrar o conceito de iluminação urbana.

Para um bom projeto luminotécnico o ideal é pensar no espaço como um todo e buscar um ponto de equilíbrio entre a luz natural que entra num cômodo e a luz artificial que o profissional irá propor. “Isso nos trará como resultado um projeto luminotécnico eficiente, que oferece conforto, aconchego e até economia aos moradores da casa”, explica Renata.

A arquiteta explica que durante o processo criativo na concepção dos projetos arquitetônicos ou interiores de seus clientes, já apresenta o conceito do projeto luminotécnico no estudo preliminar onde a pessoa já visualiza o efeito que a iluminação terá. No caso da iluminação residencial, recomenda-se uma luz funcional em ambientes de trabalho, como cozinha e lavanderia. “Já uma luz mais confortável é recomendada em ambientes de lazer como as salas e quartos, e nesses ambientes costumo criar diversos tipos de cenas, sejam de leitura, para assistir TV ou para receber visitas”, complementa. Nos projetos corporativos, a arquiteta sugere luz funcional, que ilumine todo o espaço, sem criar áreas de penumbra ou sombra. “Neste caso, o ideal é estimular a produtividade, evitando que o usuário se sinta cansado ou com sono”, finaliza.

Sobre Renata Pisani Arquitetura & Interiores
Com 18 anos de experiência no mercado, a profissional possui um vasto know-how em projetos arquitetônicos, de interiores, e design, reunindo as áreas residenciais, comerciais e institucionais. Renata também conta com especialização em Meio Ambiente, prezando por construções sustentáveis. Com aproximadamente 200 projetos já executados, o escritório Renata Pisani Arquitetura & Interiores preza pelo planejamento e acompanhamento em todas as etapas do projeto, colocando o cliente e os objetivos almejados sempre em primeiro lugar. Para isso, busca priorizar sempre o atendimento personalizado aos clientes.

Serviço:
Renata Pisani Arquitetura & Interiores
Rua Petit Carneiro, 687 – Água Verde, Curitiba (PR)
www.rparquitetura.com.br

Desenvolvido por CG Multimídia

You must be logged in to post a comment Login

Mais em News