Connect
To Top

Cuide bem do seu sorriso

Já ser da ‘geração sênior’ (ex terceira idade) não é sinônimo de limitação nenhuma, quanto mais com relação a um harmonioso e saudável sorriso que rejuvenesce o rosto.
Esta nova expressão – convenhamos, mais adequada à realidade moderna – costuma ser utilizada para representar a população de indivíduos com mais de 60 anos de idade.

Muitas pessoas, talvez a maioria, não apreciavam a antiga expressão – “terceira idade”, agora substituida por “geração sênior. Na verdade, independente da denominação que a ela se dê, deve haver um grande orgulho em alcançar esta idade com vigor, saúde, corpo em ordem e um belo sorriso harmonizando o rosto.

 O número de idosos cresce de maneira significativa graças aos avanços na medicina, na tecnologia e na melhora das condições de vida e de trabalho. “A expectativa de vida longa aumentou muito e as pessoas buscam viver melhor e com mais saúde para aproveitar esta fase especial”, destaca o especialista em Ortodontia e Ortopedia facial Gerson Köhler, integrante da equipe interdisciplinar da Köhler Ortofacial em Curitiba (PR).

Assim como em qualquer idade, aqueles com mais tempo de vida não devem deixar de lado os cuidados com a boca, os dentes e todas as estruturas relacionadas à área bucal. Também é preciso ficar de olho nos hábitos de vida. “Alimentação inadequada, fumo, ingestão em excesso de bebidas alcoólicas afetam a saúde bucal. A existência de doenças sistêmicas, como problemas cardiovasculares, diabetes e câncer, e o uso de medicamentos de uso contínuo são outros fatores que também podem influenciar as condições de saúde da  boca e de seus conteúdos. Procurar um profissional especializado é imprescindível”, afirma o professor Gerson Köhler, membro da Associação Brasileira de Gerontologia.

O tratamento corretivo dentofacial (antigamente chamado de ortodôntico) em pacientes com mais idade é diferente dos mais jovens, pois eles normalmente possuem alterações no tecido ósseo que sustenta os dentes e podem apresentar perdas dentárias, extensas restaurações e várias próteses ou implantes dentários. “O tratamento corretivo dentofacial é eficaz para a reabilitação bucal. É fundamental que o profissional leve em consideração as motivações e as necessidades do paciente, além dos fatores que podem causar limitações no tratamento”, aponta Juarez Köhler, ortodontista e ortopedista facial que também compõe a equipe interdisciplinar da Köhler Ortofacial.

O tratamento com aparelhos (cada vez com mais confortabilidade e invasibilidade mínima) é indicado para a correção das anomalias dentofaciais e, com as estratégias corretas, os resultados são surpreendentes e muito satisfatórios tanto na parte estética quanto na funcional. “A intervenção em pessoas mais velhas deve ser conduzida de forma mais suave e os aparelhos utilizados (existe uma variada gama deles atualmente) deve exercer uma força menor sobre os dentes.

 Quanto mais simples forem os procedimentos, mais fácil será lidar com o paciente e administrar todo o processo.

Essencial é a elaboração de uma anamnese e planejamento terapêutico detalhado, com objetivos claros, além de passar  todas as orientações necessárias para o paciente”, enfatiza o especialista Juarez Köhler.

O professor Gerson Köhler observa que as pessoas mais velhas costumam ter menos paciência, por isso mesmo a utilização de aparelhos corretivos das posições dos dentes em suas arcadas não deve ser muito prolongada. A pouca tolerância é apenas um dos desafios enfrentados neste processo. A falta de motivação, a presença de enfermidades e o uso de remédios contínuos – principalmente aqueles voltados à osteopenia e osteoporose – podem vir a ser obstáculos que nunca devem ser menosprezados. “A quantidade de osso alveolar (o osso que contém os dentes) também pode dificultar a movimentação dos dentes. Mesmo assim, com boa vontade e as técnicas certas é possível superar todas estas possíveis barreiras”, acredita o ortodontista, também especialista em Ortopedia Facial.

A utilização terapêutica de aparelhos corretivos dentofaciais atua sobre a correta e equilibrada distribuição posicional dos dentes na boca, a adequação de espaços causados por perdas dentárias para o recebimento de próteses e/ou implantes osteointegráveis e até a resolução de traumas causados por toques inadequados entre os dentes e podem estar na origem de muitos sintomas craniofaciais, inclusive o tão temido e incapacipante zumbido nos ouvidos.

Por outro lado a correção das anomalias dentofaciais facilita a higienização bucal, evitando a proliferação das bactérias que causam a gengivite e a doença periodontal. “Os aparelhos corretivos estão cada vez mais modernos e discretos. Alguns modelos imitam a cor dos dentes, ficando praticamente imperceptíveis, outros, em casos seletos, podem ser colocados no lado interno, não ficando expostos”, acrescenta Juarez Köhler.

O envelhecimento precoce do rosto ocorre principalmente pelas alterações funcionais causadas pelas anomalias dentofaciais. A respiração incorreta, por exemplo, realizada pela boca e não pelo nariz, provoca distúrbios do sono e atuam sobre o envelhecimento precoce do rosto. “Com as correções, a face – em seu aspecto exterior –  fica mais equilibrada e harmoniosa e o paciente tem a sensação de que rejuvenesceu alguns anos, elevando a sua auto-estima e contribuindo para o seu bem-estar e qualidade de vida”, finaliza Gerson Köhler, professor convidado desde 1988 da pós-graduação em Ortodontia e Ortopedia Facial da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Fontes:

– Juarez Köhler e Gerson I. Köhler são especialistas membros da ABOR – Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial, vinculada internacionalmente a World Federation of Orthodontists – WFO – USA

– Gerson I. Köhler é membro da Associação Brasileira de Gerontologia

kohler010@gmail.com– blog – kohlerortofacial.wordpress.com – 41.3224.4883

– Psychological aspects of the orthodontic treatment of middle-aged and elderly patients. Em site do períodico Stomatologia em 20.01.2017

You must be logged in to post a comment Login

Mais em Colunistas

  • Minhas dicas gastronômicas

    O Abbraccio Cucina Italiana inaugurou oficialmente dia 23 no Shopping Curitiba. No cardápio receitas italianas com um toque moderno e pinceladas...

    Iza Zilli24/02/2017
  • Rostos harmoniosos começam com a amamentação natural

    O  aleitamento materno é fundamental para a nutrição e a saúde geral dos bebês, por isso mesmo  no dia 1º de...

    Iza Zilli20/02/2017
  • Minhas dicas gastronômicas

    O jantar harmonizado dos 10 anos do L’Épicerie foi um sucesso e a Fanie Delatte e o chef Gustavo Alves, criaram...

    Iza Zilli17/02/2017
  • Zumbido de origem somatossensorial

    O professor Gerson I. Köhler – membro do GIPZ –  Grupo de Informação a Pacientes com Zumbido, da Sociedade Brasileira de...

    Iza Zilli15/02/2017
  • Coluna Ângela de Mello – Fev 2017

    Retrospectiva 2016 Nosso 2017 iniciou calmo com uma Curitiba tranquila sem maiores acontecimentos além dos bons eventos nos Shoppings, boas promoções...

    Iza Zilli13/02/2017
  • Mary Schaffer fashion

    Luiz Antonio Abagge e sua filha Maria Fernanda Abagge, com a Marília Bobato e Marcia Oliveira. Os chefes residentes do La...

    Iza Zilli10/02/2017
  • Apnéia, hipopnéia e ronco podem afetar as crianças

    Déficit de atenção, baixo rendimento escolar e hiperatividade – além da progressiva deformidade dentofacial – são algumas das consequências da Síndrome...

    Iza Zilli10/02/2017
  • Fafá de Belém, quem diria, tem me telefonado

    Fafá de Belém, quem diria, tem me telefonado Francisco Souto Neto        Ontem Fafá de Belém me telefonou mais uma vez....

    Iza Zilli05/02/2017
  • Minhas dicas gastronômicas

    Novidades no cardápio do Terra Madre Ristorante, com uma seção no menu inteiramente dedicada às massas clássicas de diferentes regiões da...

    Iza Zilli03/02/2017